Páginas

Imaginação

Na janela, a chuva batia com violência, e dentro daquele quarto o doce som do piano tocava sem parar inúmeras vezes. Escuro dominava, não havia nenhuma fresta sequer. Era tudo tão negro , que ela tocou o chão e caminhou calmamente, pois não queria esbarrar em nada. Chegou na frente do espelho. Começou a imaginar como estaria naquele momento. Pensou em cada pequeno detalhe e quando finalizou, fechou os olhos. Acendeu a luz, pode senti-la atravessando suas pálpebras. Abriu mos olhos calmamente e se mirou no espelho. Olhou cada detalhe. Apagou a luz e voltou a caminhar para a cama.
-Nossa imaginação é sempre melhor!

Nenhum comentário: