Páginas

Meu mundo azul.

Sentado na janela do seu prédio, olhava o céu azul feito o mar, olhava as nuvens brancas passando indo e vindo, assim como seus pensamentos vagavam incertos pela sua mente tristonha. Pensava nela, pensava nos seus momentos, pensava em como tudo tinha acontecido. A janela era alta e a policia estava parada lá embaixo tentavam conversar, mas nada adiantaria, nada a traria de volta. As mãos soltaram o parapeito da janela e o corpo aos poucos foi caindo. Durante sua trajetória, ele apenas conseguia reviver aqueles momentos de sua vida.

A encontrara, um dia, por acidente, parada na frente de sua loja de jóias. As roupas eram simples e os olhos brilhantes, tinha corpo de musa e carinha de anjo. Ficou encantando no momento que a viu. A convidou para entrar, perguntou se queria algo, ela sorriu daquele jeito que só ela sabia, e meio envergonhada disse não poder pagar aquelas jóias. Não sei o que me deu naquele momento, talvez amor a primeira vista, só sei que fiz um acordo, ela trabalharia para mim durante um mês e depois poderia escolher qualquer jóia que quisesse. Sem saber o que dizer, ela apenas aceitou.

Um mês, rápido mês, ela se dedicou como nenhuma outra funcionaria, mas sempre que me via, enxergava mais que um grande empresário, via em mim um ser humano, e sempre que ela me olhava, com aqueles doces olhos azuis eu sentia o meu mundo mais leve, minha vida mais feliz. Perdi a conta dos dias, que ficávamos depois da hora conversando, muitas vezes sobre meus problemas, algumas vezes dos dela. Então o mês se passou, como já tinha dito, mas não queria vê-la simplesmente longe dali e com uma mera jóia como lembrança minha. A queria sempre do meu lado. Pedi para que ficasse, obvio que junto com o pedido veio o pagamento, ela escolheu uma jóia simples e bem baratinha. Com meu pedido ela ficou sem graça, mas disse que estava sem emprego e que seria bom ela ficar.

Um ano, não muito longo, e não muito conturbado, mas cheio de descobertas e alegrias. Descobri o que é o amor e o que é ser amado de volta, sorria com freqüência e mal pude acreditar quando eu a pedi em namoro e ela com os olhos brilhando mais que estrelas aceitou. Dois anos, ela continuava comigo, ela fez esquecer o que era a tristeza, fez as lagrimas irem embora, fez o sua vida ficar azul...

Quando estávamos próximos de completar o terceiro mês, pedi-lhe em casamento. Ela aceitou, muitos pensaram que era pelo dinheiro, pela fama e fortuna, mas eu a conheci-a e apenas ignorei. Os preparativos estavam prontos, a data marcada e foi quando aconteceu. Um dia ela simplesmente desmaiou na minha frente. Pânico. Desespero. Tristeza.

No hospital me disseram que ela tinha uma doença muito grave e que tudo o que poderiam fazer era amenizar sua dor na hora de partir. Meu coração se partiu em dois, minha vida tão azul se fez cinza. Mesmo sobre as circunstancias, chamei o padre, nos casamos ali mesmo. Depois de apenas poucos dias quase não a reconhecia mais, estava pálida, os olhos azuis sem brilho e o cabelo despenteado, mesmo sofrendo ela me escondia as lagrimas e mostrava-me aquele sorriso único e perfeito. Tentava ser forte e apenas lhe dizia que tudo ia dar certo, e brincava, mas quando estava sozinho em minha casa não conseguia parar de chorar.

Um mês depois de internada ela simplesmente partiu, segurando minhas mãos fortemente e com um sorriso nos lábios, ela me disse que me amava e fechou os olhos azuis feito estrelas para nunca mais abri-los. Tentei sobreviver, mas não consegui, todo dia que chegava naquela casa me sentia só, sentia aquela imensidão engoli-me aos poucos.

Um dia não agüentei mais, sentei no parapeito da janela, olhei o céu azul como o mar, e como os olhos dela e como um dia já foi minha vida. Fechei meus olhos castanhos e dizendo eu te amo... soltei minhas mãos para simplesmente me deixar cair nos braços dela... dessa vez para todo o sempre.







Conto feito por mim as presas hoje... por favor nao reparem! dedicado a mayara, soniah, meus dedinhos e a minha queria amiga mariana. te adoro meninas lindas!!!! e mana mari feliz aniversario!

2 comentários:

Sonya disse...

Ahhh meu deus! coitadinho dele e dela .-. que vida injusta... mas ta lindo *__* já dice que voce tem muito jeito? nunca pare de escrever coisas assim mana...adoro lê-las...
um beijo grande para a mana mais fofa do mundo!

Sonya disse...

*disse (merda qualquer dia nao seu escrever mais LOL )